Confrontado pelos jornalistas com as declarações do dirigente do PS Pedro Nuno Santos, na terça-feira à noite, em Aveiro, em que este defendeu uma clara separação entre socialistas e liberais, também no plano europeu, Pedro Marques negou contradições dentro do seu partido.

"Eu já tenho dito que nós temos que construir uma coligação de europeístas contra a extrema direita, contra os nacionalistas, contra a xenofobia. Essa coligação pode incluir gente da minha família política, gente da família conservadora, gente da família liberal, desde que não se passe essa barreira da xenofobia da extrema direta, dos nacionalismos", declarou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.