Ao final do dia desta quarta-feira, a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) começou a avisar os candidatos a bolsas de doutoramento dos resultados do concurso de este ano. Depois de inicialmente prevista para o dia 3 de setembro, a divulgação dos resultados provisórios do Concurso para Atribuição de Bolsas de Investigação para Doutoramento 2020 foi adiada para dia 30 deste mesmo mês.

Durante esta quarta-feira, vários candidatos queixavam-se da demora na comunicação, mas a instituição manteve que tinha como objetivo divulgar os resultados durante esse dia. O que veio efetivamente a acontecer. De acordo com os resultados provisórios foram atribuídas 1.350 bolsas num total de 3.797 candidaturas. Os candidatos têm agora acesso aos comentários que justificam a classificação obtida e podem, se for caso disso, "apresentar argumentos em sede de audiência prévia de interessados que serão analisados pelo painel de avaliação", explica a FCT numa nota divulgada na internet.

O concurso deste ano, que teve um adiamento do prazo de candidaturas, acolheu 3.797 candidaturas, mais 400 relativamente a 2019. Em março, a instituição decidiu, após os pedidos dos candidatos, alargar o prazo para a submissão dos pedidos em um mês.

Segundo os dados avançados pela própria FCT, "a taxa de aprovação foi de 41,6% do total das candidaturas elegíveis para financiamento (com classificação igual ou superior a 3,00 valores). O investimento total aprovado para este concurso ascende a 101.682.000,00€ (cento e um milhões, seiscentos e oitenta e dois mil euros)". Os resultados finais do concurso "serão divulgados no dia 30 de novembro, terminado o período de análise das audiências prévias interpostas", compromete-se a instituição.

A partir daí, inicia-se o processo de contratualização das bolsas. "Tal como em anos anteriores, é o bolseiro que indica, aquando da contratualização da bolsa, qual a data para o início do financiamento da sua bolsa, que poderá ser entre o dia 1 de setembro de 2020 e o dia 1 de agosto de 2021, havendo lugar ao pagamento retroativo das bolsas, quando aplicável".

Neste concurso participaram 407 avaliadores, distribuídos por 36 painéis científicos, que analisaram e classificaram as candidaturas e procederam à sua seriação no painel.

"A equipa de Coordenação Científica do Concurso definiu o número de bolsas a financiar em cada painel, tendo em conta a respetiva procura e as orientações de política científica para Portugal no contexto Europeu (Higher Education, Research and Innovation in Portugal – Perspectives for 2030)", explica a instituição tutelada pelo ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Os nomes dos contemplados não são ainda públicos nesta fase, estando apenas acessíveis aos candidatos. Ainda assim, a FCT diz que "uma breve análise aos resultados provisórios do concurso de 2020 mostra que as mulheres representaram 58,1% dos candidatos que atingiram prioridade de financiamento e os homens 41,9%. As bolsas que serão integralmente realizadas em Portugal correspondem a 80,1% enquanto que 17,0% serão mistas (parte em Portugal e parte no estrangeiro) e 2,9% serão realizadas integralmente no estrangeiro. Dos candidatos selecionados, 80,8% têm nacionalidade portuguesa. No total estão propostos para financiamento candidatos de 43 países, incluindo Portugal, destacando-se nos candidatos estrangeiros (19,2% do total), os de nacionalidade brasileira (115 bolsas), italiana (41 bolsas), iraniana (15 bolsas), espanhola (12 bolsas) e alemã (10 bolsas)".

"As Bolsas de Investigação para Doutoramento da FCT são bolsas de mérito atribuídas em todas as áreas científicas e destinam-se ao desenvolvimento de planos de trabalho de investigação para a obtenção do grau académico de doutor, através de programas de doutoramento em universidades portuguesas ou estrangeiras. A seleção dos candidatos tem em conta o mérito do candidato, o mérito do plano de trabalhos e o mérito da instituição de acolhimento e orientadores", esclarece a fundação.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.