A Autoridade Alimentar finlandesa, que supervisiona as atividades veterinárias, autorizou o uso da vacina experimental em visons, que são criados por conta da sua pele e são especialmente expostos a contrair o coronavírus.

"Já preparei cerca de meio milhão de doses, que devem ser suficientes para vacinar todos os animais duas vezes", disse à AFP Jussi Peura, diretor de pesquisa da Associação Finlandesa de Criadores de Peles (FIFUR), que desenvolveu a vacina junto a investigadores da Universidade de Helsínquia

Na Finlândia, há cerca de mil criações voltadas para a indústria das peles.

Até agora, nenhum caso de covid-19 foi detectado entre os visons da Finlândia, onde as taxas de transmissão entre humanos são as mais baixas da UE.

O vison é o único animal identificado até agora como capaz de transmitir o coronavírus aos humanos.

A Dinamarca, até agora o maior exportador de peles de vison da Europa, viu a sua indústria de peles ser devastada depois de uma variante mutada do vírus se ter propagado pelas criações desses animais em novembro do ano passado, o que levou o governo a ordenar o sacrifício dos cerca de 15 milhões de visons do país.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.