Segundo uma nota de imprensa da FAP, uma aeronave C-295M, operada pela Esquadra 502 - “Elefantes”, transportou na segunda-feira, “ao fim da tarde, dois doentes: um homem, de 37 anos, da Graciosa para Ponta Delgada, São Miguel, e outro, de 51 anos, do Faial para as Lajes”, na Terceira.

Durante a noite, a Esquadra 751 - “Pumas”, que opera o helicóptero EH-101 Merlin, transportou dois doentes de São Jorge para a Terceira e, já na madrugada de hoje, levou um bebé de 28 semanas de São Miguel para a Terceira.

A FAP realiza anualmente várias dezenas das denominadas “evacuações médicas”, sendo que a maioria é feita entre ilhas dos Açores, com o transporte de doentes para o Faial, Terceira e São Miguel, as únicas ilhas dotadas de unidades hospitalares.

A FAP tem sempre em prontidão um dos três Falcon 50 para atender às solicitações de transporte de doentes entre os Açores e o continente pelo Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, por um dos três hospitais dos Açores ou pela Secretaria Regional da Saúde.

Já nasceram a bordos de aviões da FAP vários açorianos.

Em 2015, a bordo de uma aeronave C-295M, da Esquadra 502 - "Elefantes", nasceram duas irmãs gémeas, Mellissa e Maisa Leal, no decorrer do transporte entre as ilhas das Flores e da Terceira.

O parto foi assistido por uma equipa médica da Unidade de Evacuações Aéreas do Hospital de Angra do Heroísmo.

As gémeas foram as primeiras crianças a nascer a bordo de um C-295M, embora a Força Aérea conte já com várias dezenas de nascimentos nas suas aeronaves, tendo sido o primeiro em 13 de julho de 1993, na aeronave C-212 Aviocar.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.