Um homem tentou atacar um polícia com um martelo na escadaria da Catedral de Notre-Dame, em Paris.

Um porta-voz da polícia disse que o agente atacado usou a arma de serviço para disparar contra o atacante e que este terá sido transportado para o hospital, com um ferimento no tórax.

Segundo as autoridades francesas, citadas pela agência Reuters, o polícia terá ficado com ferimentos ligeiros.

Um membro do sindicato da polícia, Cédric Michel, disse que um homem atacou o polícia com um martelo quando este patrulhava a praça em frente da catedral de Notre Dame e que o agressor foi "neutralizado" pela polícia.

Uma outra fonte sindical precisou que o polícia agredido sofreu ferimentos.

Segundo a imprensa francesa, a polícia montou um perímetro de segurança em torno da catedral e cerca de 900 pessoas estarão bloqueadas no interior do monumento.

De acordo com uma publicação da polícia francesa no Twitter, a saída dos visitantes será feita de uma forma gradual à medida que serão feitas averiguações no perímetro em redor do monumento de forma a perceber se há ou não outras fontes de perigo.

A procuradoria antiterrorista de Paris anunciou a abertura de um inquérito ao incidente.

França está em estado de emergência desde os atentados de 2015 em Paris após uma onda de ataques terroristas que fizeram 238 mortos desde 7 de janeiro de 2015, quando 11 pessoas morreram num ataque à revista satírica Charlie Hebdo.

A 13 de novembro de 2016, um comando extremista que jurou lealdade ao grupo do autoproclamado Estado Islâmico (EI) matou 130 pessoas em várias partes da capital francesa.

França tem sido um alvo frequente do EI pela sua participação na coligação militar internacional anti-extremista no Iraque e na Síria.

[Notícia atualizada às 16h29]

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.