Segundo o presidente da autarquia de Rockport, Charles Wax, o furacão provocou “devastação generalizada”, com algumas escolas, casas e lojas a ficarem “fortemente danificadas ou destruídas”.

A cidade costeira, com quase nove mil habitantes, ficou também com estradas alagadas, árvores derrubadas, sinais de trânsito arrancados e barcos revirados.

De acordo com o Centro Nacional de Furacões, o ‘Harvey’ passou a tempestade tropical, com ventos de 110 quilómetros por hora.

O furacão atingiu na sexta-feira os EUA, em particular o Texas, sendo considerado o mais forte dos últimos 12 anos a chegar a solo norte-americano.

O que mais preocupa as autoridades são as chuvas que poderão provocar inundações em cidades como Houston, a quarta maior dos Estados Unidos.

Face a este risco, três prisões do sul de Houston foram evacuadas, com 4.500 reclusos a serem transferidos de autocarro para outras prisões, informou o Departamento de Justiça Criminal do Texas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.