Nas operações, que decorreram de 21 a 27 de outubro e visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta e a fiscalização rodoviária, os militares detiveram 353 pessoas em flagrante delito, a maioria (104) por condução sob o efeito do álcool, adianta a GNR em comunicado.

Os restantes foram detidos por condução sem habilitação legal (45), por tráfico de estupefacientes (38) e por furto (10).

Nas operações foram também apreendidas 6.587 doses de haxixe, 1.432 doses de heroína, 2.280 gramas de folhas de cannabis e 10 plantas de cannabis.

Foram ainda apreendidas 23 armas de fogo, 14 armas brancas, 848 munições de vários calibres, 47.848 quilos de pescado, 22 veículos e 13.110 euros, adiantam os dados da GNR.

No âmbito das operações de fiscalização de trânsito, os militares detetaram 7.077 infrações, a maioria (2.174) por excesso de velocidade.

Do total das infrações, 277 foram por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança ou cadeirinha, 262 por uso indevido do telemóvel durante a condução, 257 por falta de inspeção periódica obrigatória, 243 por condução com excesso de álcool, 216 relacionadas com tacógrafos e 135 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.