Miguel Albuquerque salientou que o facto de a Madeira não ter ficado excluída dos "corredores de viagens internacionais" com o Reino Unido confirma que a "estratégia" relativamente à pandemia da covid-19, nomeadamente o controlo e monitorização dos passageiros à entrada dos aeroportos, estava "correta".

"Isso, para nós, é uma grande satisfação porque o Reino Unido é um dos principais mercados emissores para a Madeira e é, para nós, importantíssimo ter este corredor turístico assegurado", disse, à margem de uma visita a uma exploração pecuária em São Vicente.

Miguel Albuquerque disse ainda ser a "confirmação" que a estratégia seguida pela Madeira "estava correta": "De testagem à entrada e do controlo que fazemos em termos da saúde pública".

O presidente do Governo Regional agradeceu, por isso, o empenho dos embaixadores do Reino Unido em Portugal e deste no Reino Unido, do Ministério dos Negócios Estrangeiros e do Turismo de Portugal.

A Madeira mantém o total de 92 casos de covid-19, com 90 recuperados e apenas dois ativos, indicou hoje o Instituto da Administração da Saúde (IASAÚDE).

O Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico deixou de desaconselhar as viagens para a Madeira e Açores, juntamente com uma série de outros países, mas continua a advertir contra as visitas a Portugal continental.

"Estes países foram avaliados como não apresentando mais um risco inaceitavelmente alto para os britânicos que viajam para o estrangeiro", refere o comunicado do Ministério, aludindo que os critérios incluem considerações sobre a saúde pública.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico mantinha desde meados de março um conselho contra "todas as viagens não essenciais em todo o mundo" devido à crise causada pelo novo coronavírus, embora continuem a circular aviões entre Portugal e o Reino Unido com serviços reduzidos.

Porém, hoje alterou este conselho para 33 países europeus, como Espanha, Alemanha, Bélgica ou Turquia, vários territórios ultramarinos britânicos e outros países como Austrália, Japão, Nova Zelândia ou Coreia do Sul.

A partir de 04 de julho, o conselho do Ministério contra todas as viagens internacionais não essenciais deixa de se aplicar à Madeira e Açores tendo em conta a avaliação atual dos riscos de infeção com o coronavírus.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.