Na audição no âmbito da apreciação na especialidade da proposta de Orçamento do Estado para 2017 (OE2017), em resposta ao deputado do CDS-PP Hélder Amaral, Pedro Marques disse que é prioridade do Governo a negociação das concessões da Brisa.

"Já anunciei que a minha prioridade é endereçar um dossiê que o governo anterior abriu e depois pôs na gaveta, que é o tal elefante na sala, que são as concessões da Brisa", declarou o governante, acusando o executivo de Passos Coelho de nada ter feito em relação a este dossiê.

Pedro Marques explicou que o Governo está a preparar uma negociação, através de "uma abordagem integrada ao dossiê que o governo anterior abriu e não tocou", focada "em obras que são obrigações da concessionária, no conjunto de obrigações em relação à redução de ruído, em pagamentos que o Estado já fez à Brisa por obras que não estão realizadas".

"Os senhores em 2013 abriram a negociação e depois acusam-me a mim de não ter resultados num ano, quando os senhores até ao final do Governo não fizeram nada em relação ao dossiê brisa", acusou, aconselhando o deputado centrista Hélder a Amaral a "estar muito atento à forma como esse dossiê não foi tocado".

Além da renegociação dos contratos das Parcerias Público-Privadas (PPP) rodoviárias, o Governo anterior decidiu também abrir negociações com a Brisa e a Lusoponte.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.