Segundo o porta-voz do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov, o ataque foi realizado com mísseis Kalibr, de longo alcance e alta precisão, disparados de um navio de guerra, que atingiram o posto quando estava a decorrer uma reunião do alto comando do grupo estratégico ucraniano.

Entre os mais de 50 oficiais que Moscovo afirma que morreram neste ataque, constam membros do Estado-Maior-General das Forças Armadas ucranianas, avançou Igor Konashenkov.

Além disso, Moscovo informou que uma grande unidade ucraniana foi atacada na região de Donetsk, causando cerca de 300 baixas.

Nenhum dos números avançados pelo Ministério da Defesa russo foi verificado de forma independente.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.