No início do mês, Guterres já se tinha encontrado com o secretário de Estado dos EUA, John Kerry que considerou o secretário-geral designado da ONU o "homem certo para o momento."

"É uma altura em que os princípios das Nações Unidas e a sua liderança serão tão importantes como qualquer outro momento de que tenha memória. E acho que António [Guterres] é o homem certo para o momento; tem grandes responsabilidades, mas pode oferecer energia, capacidade e experiência", disse.

António Guterres presta juramento sobre a Carta das Nações Unidas numa cerimónia pública em Nova Iorque a 12 de dezembro.

O juramento acontece às 10:00 (14:00 em Lisboa) na sala da Assembleia Geral da organização e perante representantes dos 193 Estados-membros.

O Estado português será representado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e pelo primeiro-ministro, António Costa.

Antes do juramento do antigo primeiro-ministro, será feita uma cerimónia de homenagem ao sul-coreano Ban Ki-moon, que termina um período de dez anos na liderança da organização.

O mandato de cinco anos de António Guterres como Secretário-geral começa a 1 de janeiro. Esta será a única cerimónia a marcar o seu início.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.