"França será sempre França porque França não cede jamais, porque França respeita sempre os ideais, os valores, os princípios que fazem com que sejamos reconhecidos em todo o mundo", disse o chefe de Estado francês num discurso em Rivesaltes.

Estas declarações acontecem depois de do candidato republicano Donald Trump ter dito esta quarta-feira que "França já não é França. Não vão gostar que eu diga isto, mas vejam o que aconteceu em Nice, vejam o que aconteceu ontem [26 de julho] com um padre”, comentou.

O magnata, canditado à Casa Branca, tentava fazer assim um paralelo com o risco de deixar entrar nos EUA vagas de emigrantes.

Estas declarações acontecem num momento de grande tensão para França. A 14 de julho, Dia da Queda da Bastilha, um extremista avançou com um camião contra centenas de pessoas em Nice, fazendo 84 vítimas mortais. Esta terça-feira, 26 de julho, outros dois extremistas entraram numa igreja na Normandia, fizeram cinco reféns e mataram um padre.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.