Segundo um comunicado, a vítima foi “retirada da água pelo nadador-salvador de serviço na praia, com o apoio de populares, tendo sido prontamente auxiliada por um médico que se encontrava no local, que iniciou as manobras de reanimação, até à chegada do INEM”.

Entretanto, o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa) tinha recebido um alerta cerca das 17:30 de sábado a informar para a presença de um homem em paragem cardiorrespiratória na praia de Quarteira, tendo sido “ativados de imediato” para o local elementos do Comando-local da Polícia Marítima de Faro, bem como elementos do INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica) e da Cruz Vermelha Portuguesa.

A autoridade marítima explica que após várias tentativas de reanimação, “não foi possível reverter a situação”, tendo o óbito sido declarado no local pelo médico da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do INEM.

O Ministério Público foi notificado da ocorrência, tendo o corpo sido posteriormente transportado pelos elementos da Cruz Vermelha Portuguesa para o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses de Faro.

“O Gabinete de Psicologia da Polícia Marítima foi ativado e encontra-se a prestar apoio aos familiares da vítima”, afirma o comunicado, acrescentando que o Comando-local da Polícia Marítima de Faro tomou conta da ocorrência.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.