O incêndio deflagrou cerca das 10:50 numa carrinha ligeira de transporte de mercadorias que pertencia à vítima e estava estacionada numa rua da localidade de Figueira de Cavaleiros, concelho de Ferreira do Alentejo, distrito de Beja, explicou o adjunto do comando dos Bombeiros Voluntários de Beja, Pedro Santos.

Segundo Pedro Santos, o incêndio propagou-se a uma casa que servia de armazém e a um posto de eletricidade adjacentes e, na sequência do incidente, o dono da viatura que ardeu sentiu-se mal disposto no local, ficou inconsciente e teve uma pararem cardiorrespiratória.

O homem foi submetido a manobras de reanimação realizadas por bombeiros de Ferreira do Alentejo e assistido pela equipa da viatura médica de emergência e reanimação do hospital de Beja, mas acabou por morrer e o óbito foi decretado no local, disse.

O alastrar das chamas ao posto de eletricidade “provocou algumas faíscas e descargas elétricas, o que não permitiu uma rápida atuação dos bombeiros em segurança” no combate ao fogo, disse, referindo que o incêndio destruiu a viatura e afetou a fachada da casa que pertencia a um vizinho da vítima.

O combate às chamas, que já foram extintas, e as operações de socorro à vítima envolveram 23 operacionais e oito veículos dos Bombeiros Voluntários de Beja e Ferreira do Alentejo, da GNR, da EDP e do Instituto Nacional de Emergência Médica de Portugal (INEM).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.