Segundo fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, o homem foi encontrado numa casa alugada naquela freguesia de Ponte de Lima, onde estava também uma mulher espanhola, com cerca de 40 anos, ferida.

“O homem foi mutilado nos genitais. É a vítima mortal. A mulher foi encontrada amarrada, com cabos elétricos, com as mãos atrás das costas. Vai ser conduzida ao hospital para receber assistência médica. À chegada dos meios de socorro, a mulher indicou como suspeito o ex-marido, também de nacionalidade espanhola, residente em Vigo. O caso está a ser investigado pela PJ”, referiu.

A fonte da GNR disse “serem ainda desconhecidas as causas que estarão na origem deste caso, quanto tempo teriam estado as vítimas nas condições em que foram encontradas e quem terá dado o alerta às autoridades”.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo, o alerta foi dado cerca das 08:42, tendo o caso ocorrido na rua das Aluzelas.

Ao local compareceram 10 operacionais e cinco viaturas dos bombeiros de Ponte de Lima, INEM e GNR.

GNR comunica crime a Centro de Coordenação Policial de Valença/Tui

A GNR de Viana do Castelo já comunicou ao Centro de Cooperação Policial e Aduaneira (CCPA) existente na fronteira entre Valença e Tui, na Galiza.

A fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, contactada pela Lusa, explicou que o caso "já foi comunicado ao CCPA para colocar em alerta as autoridades espanholas".

A mulher "terá indicado como alegado autor das agressões o ex-marido, também de nacionalidade espanhola, e residente em Vigo", referiu a fonte da Guarda.

Acrescentou "serem ainda desconhecidas as causas que estarão na origem deste caso, quanto tempo teriam estado as vítimas nas condições em que foram encontradas e quem terá dado o alerta às autoridades".

[Notícia atualizada às 12h28]

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.