O alerta foi dado às 23:15 e no local, cerca das 00:10, estavam meios dos bombeiros de Sesimbra, GNR e Proteção Civil, com 18 operacionais e oito viaturas.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal disse à agência Lusa que o incêndio deflagrou num barracão, que tinha no seu interior uma viatura e cerca de 30 botijas de gás para revenda, que terão estado na origem de diversas explosões, ouvidas a vários quilómetros de distância.

A mesma fonte frisou não haver registo de danos pessoais nem de danos materiais, para além dos que se verificaram no armazém de botijas de gás, estando os bombeiros no local a avaliar a situação.

Em informação anterior, o CDOS de Setúbal disse terem-se registado "várias" explosões, sem causar vítimas e que o armazém se situa numa quinta, não estando localizado perto de habitações.

Também pouco depois de a notícia ser avançada, o Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, Franscico Jesus, tinha afirmado através de uma publicação na rede social Facebook que “as explosões ouvidas em todo o território de Sesimbra foram num armazém de gás, na zona da Roça (Entre Alfarim e Aiana)” e que não haveria vitimas a registar, apenas danos materiais.

No local estavam, cerca das 00:45, meios dos bombeiros de Sesimbra, Proteção Civil e GNR com 23 operacionais apoiados por 10 viaturas.

[Notícia atualizada às 00:54]

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.