Em declarações à Lusa, o comandante do Batalhão dos Sapadores Bombeiros, Carlos Marques, esclareceu que um dos feridos “sofreu queimaduras nos membros superiores”.

“O prédio teve de ser evacuado, por precaução e devido à concentração do fumo no seu interior, embora o incêndio tenha sido rapidamente extinto”, disse.

As chamas deflagraram no primeiro andar, por causas que ainda estão a ser investigadas pela Polícia Judiciária.

No local, além de 12 homens dos Sapadores do Porto e de inspetores da PJ, estiveram também elementos do INEM, da PSP, da Polícia Municipal e da Proteção Civil Municipal.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.