"O apartamento ficou sem condições de habitabilidade, com destruição total da cozinha e grande destruição nas restantes divisões", explicou o chefe Carlos Ferreira.

As chamas ficaram confinadas ao apartamento, situado no terceiro andar, mas por precaução o prédio foi evacuado.

Segundo Carlos Ferreira, a habitação pertence a um casal que estava ausente.

O fogo causou algum alarme social ao provocar uma explosão de fumos (gases da combustão).

As chamas foram combatidas por 19 operacionais dos três corpos de bombeiros do concelho de Coimbra (Sapadores, Voluntários e Voluntários de Brasfemes), apoiados por cinco viaturas.

As causas do incêndio ainda não são conhecidas.

(Notícia atualizada às 15h21)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.