O incêndio, que começou cerca das 18:00 de sábado numa zona de mato, tinha duas frentes ativas e ao final da noite de sábado mobilizava mais de 200 operacionais.

O fogo chegou a ter três frentes ativas, consumindo mato numa zona de declive acentuado e a falta de acessos e o vento dificultaram o combate ao fogo, segundo explicou à Lusa o comandante operacional distrital de Vila Real, Álvaro Ribeiro.

Durante sábado o combate ao fogo chegou a envolver sete meios aéreos, que foram desativados ao cair da noite.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.