Chefe do Serviço de Finanças no vizinho concelho da Lousã, no distrito de Coimbra, António Rui de Sousa Godinho Sampaio, de 56 anos, disse hoje à agência Lusa que, desta vez, aceitou um convite que o PSD de Góis "já tinha feito" há quatro anos.

O candidato aposta numa equipa que conceba um programa eleitoral para “combater a interioridade e a desertificação”, criar emprego e dotar Góis de melhores acessibilidades aos municípios próximos, a Coimbra e às principais autoestradas da região.

Rui Sampaio declarou que pretende “fazer alguma coisa pelo concelho”, onde vive há 42 anos, após ter vindo com a família de Angola, onde nasceu, na sequência da revolução do 25 de Abril de 1974, que abriu caminho à independência da antiga colónia portuguesa.

“Os protagonistas da política, em Góis, têm sido praticamente os mesmos nos últimos anos. O PS está no poder há muito tempo, há falta de ideias e algum acomodamento”, criticou.

Nos 11 atos eleitorais realizados desde as primeiras autárquicas, em 1976, o PS conquistou 10 vezes a Câmara de Góis, enquanto o PSD venceu apenas uma, em 1979, elegendo Victor Dias para a presidência.

Rui Sampaio disse que, ao contrário de 2013, estavam agora "reunidas as condições” para protagonizar a candidatura do PSD, que tem “muitos jovens envolvidos”, entre outros eleitores da área social-democrata que têm estado afastados da política ativa no concelho.

“Devemos aproveitar as experiências que conseguiram fazer a diferença na região”, referiu, dando o exemplo da Pampilhosa da Serra, cuja Câmara é liderada pelo social-democrata José Brito, e do seu investimento no turismo.

O candidato é presidente, desde 2003, da direção da Associação Educativa e Recreativa de Góis, uma das mais importantes coletividades locais, fundada em 1939, que desenvolve atividades nas áreas do desporto, cultura e recreio, entre outras.

Em 2013, o PSD não concorreu à Câmara. O PS conquistou então três mandatos e a presidência, reconduzindo Lurdes Castanheira, enquanto o grupo de cidadãos “Independentes Por Góis” elegeu dois vereadores.

Maria de Lurdes Castanheira recandidata-se a um terceiro e último mandato na Câmara de Góis.

Há mais de dois anos em rota de colisão com a presidente do executivo e líder concelhia do PS, o vereador socialista José Rodrigues candidata-se à Câmara como cabeça de lista dos “Independentes Por Góis”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.