“Foi instaurado um inquérito que tem por objeto apurar as circunstâncias do ocorrido”, refere a PGR em resposta enviada à agência Lusa.

No inquérito, o Ministério Público (MP) é coadjuvado pela Polícia Judiciária (PJ).

O acidente, envolvendo um veículo ligeiro de mercadorias com dois lugares e em que seguiam seis jovens, ocorreu no domingo de madrugada, no concelho de Redondo, distrito de Évora, provocando três mortos e três feridos, um deles em estado grave.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora, o desastre, para o qual foi dado o alerta às 05:10, ocorreu na Estrada Regional 381, junto à barragem da Vigia.

Hoje, fonte da GNR atualizou a informação em relação à idade das vítimas, indicando que têm entre 19 e 24 anos.

Na informação disponibilizada à Lusa, a PGR adiantou que o MP “determinou ainda a realização das autópsias” às três vítimas, as quais foram concluídas hoje à tarde.

Fonte do Ministério da Justiça precisou à Lusa que as autópsias de dois rapazes, de 23 e 24 anos, foram feitas na parte da manhã e que a de uma rapariga, de 19 anos, foi concluída durante a tarde, no Gabinete Médico-Legal e Forense do Alentejo Central, situado no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE).

De acordo com fonte policial, a chamada da PJ para investigar o desastre deveu-se ao “cenário, que não é habitual” em acidentes de viação, encontrado pelas autoridades no local, incluindo o facto de o veículo sinistrado ser um ligeiro de mercadorias com dois lugares e haver seis vítimas.

“As diligências vão continuar, em colaboração com a GNR”, afirmou à Lusa a fonte da PJ.

Escusando-se a avançar mais pormenores sobre a investigação em curso, a mesma fonte afirmou que as primeiras diligências excluíram um cenário criminoso e que as circunstâncias do acidente de viação serão “deslindadas” nos próximos dias.

Os três feridos, dois rapazes e uma rapariga, foram transportados para o hospital de Évora e dois deles, considerados ligeiros, de 23 e 24 anos, tiveram alta no domingo, disse à Lusa fonte da unidade de saúde.

O outro ferido, que ficou em estado grave, a jovem de 20 anos, continua em observação, mas “livre de perigo”, referiu à Lusa a mesma fonte policial.

De acordo com o presidente da Câmara de Redondo, António Recto, o acidente ocorreu “à entrada” de uma das duas pontes, a maior, que estão sobre a barragem da Vigia.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.