“É para nós motivo de enorme alegria esta afirmação do papa de que pretende vir a Fátima em 2023. Pretende voltar a Fátima, uma vez que tivemos a alegria de contar com a sua presença por ocasião do centenário, em 2017”, afirmou Carlos Cabecinhas.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje, após uma audiência privada com o papa, na Cidade do Vaticano, que Francisco revelou que vai também visitar Fátima durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que decorre em Lisboa em 2023.

“Foi, como tinha sido há cinco anos [depois de Marcelo ter sido eleito pela primeira vez chefe de Estado], uma ocasião para ver como o papa está atento a tudo. […] Falou, como é evidente, da ida a Portugal em 2023, a Lisboa e a Fátima - acrescentou logo - nas Jornadas Mundiais da Juventude”, afirmou o Presidente da República.

Numa declaração enviada à Lusa, o reitor daquele templo mariano adiantou que, “saber hoje, depois do encontro com o senhor Presidente da República, que o papa pretende voltar a Fátima”, por ocasião da JMJ, “é, de facto, motivo de grande regozijo e o santuário prepara-se, obviamente, para o receber de braços abertos”.

O padre Carlos Cabecinhas adiantou que a JMJ “é já um horizonte que acompanha” toda a vida pastoral da instituição até 2023.

“A própria JMJ tem um tema mariano [‘Maria levantou-se e partiu apressadamente’] e, por isso, nos diz muito e toca muito a vida do santuário”, adiantou, destacando: “Esta é já a nossa opção pastoral para este período” até à JMJ que “se vê agora coroada com esta notícia”.

“Para nós, significa também prepararmo-nos para o acolher da melhor forma e, sobretudo, para vivermos esse momento de forma intensa, ajudando os peregrinos a experimentar a proximidade não só de Maria, mas também a proximidade do sucessor de Pedro”, acrescentou o reitor.

Instituições estão preparadas para receber Papa de novo em Fátima, em 2023

A Associação Empresarial Ourém-Fátima (ACISO) congratulou-se hoje com a revelação da presença do Papa Francisco em Fátima, por ocasião da Jornada Mundial da Juventude em 2023 em Lisboa, garantindo que as instituições do concelho estão preparadas para o receber.

“Congratulo-me muito com a confirmação, porque era algo que aguardávamos com alguma expectativa e com a esperança de que viesse a acontecer”, disse à agência Lusa a presidente da ACISO, Purificação Reis, garantindo que todas as instituições do concelho de Ourém “estarão preparadas para receber o Papa e todos os que quiserem partilhar este momento”.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje, após uma audiência privada com o Papa, na Cidade do Vaticano, que Francisco revelou que vai também visitar Fátima durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que decorre em Lisboa em 2023.

“Foi, como tinha sido há cinco anos [depois de Marcelo ter sido eleito pela primeira vez chefe de Estado], uma ocasião para ver como o Papa está atento a tudo. […] Falou, como é evidente, da ida a Portugal em 2023, a Lisboa e a Fátima - acrescentou logo - nas Jornadas Mundiais da Juventude”, afirmou o Presidente da República.

Purificação Reis adiantou que, “estando Fátima a atravessar este momento particularmente difícil e com todas as condicionantes às visitas dos que querem aqui vir, este é um sinal e um elemento impulsionador para relembrar que Fátima continua de braços abertos e preparada para receber todos”.

“Esta confirmação da visita do Papa ajudar-nos-á a todos a relativizar e esquecer toda esta dolorosa travessia relacionada com a pandemia e a fazer renascer a confiança no futuro”, considerou.

Para a presidente da ACISO, “os efeitos económicos desta visita são, naturalmente, importantes, mas não o aspeto central desta deslocação a Lisboa e a Fátima”.

Conferência Episcopal destaca importância que Papa Francisco dá a Fátima

“Fátima tem uma projeção no mundo católico, em todo o mundo, que é muito grande. Reconhecemos a importância que o Papa dá a Fátima e à devoção a Maria. Não simplesmente no espírito de devoção a Maria, mas aquilo que significa o papel e a importância da mulher na Igreja que ele tem realçado”, afirmou José Ornelas, também bispo de Setúbal, à agência Lusa.

O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa afirmou não ter ficado surpreendido com este anúncio, que “era esperado”, admitindo que a maioria dos jovens que irá a Lisboa quererá ir a Fátima.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje, após uma audiência privada com o Papa, na Cidade do Vaticano, que Francisco revelou que vai também visitar Fátima durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que decorre em Lisboa em 2023.

“Foi, como tinha sido há cinco anos [depois de Marcelo ter sido eleito pela primeira vez chefe de Estado], uma ocasião para ver como o Papa está atento a tudo. […] Falou, como é evidente, da ida a Portugal em 2023, a Lisboa e a Fátima - acrescentou logo - nas Jornadas Mundiais da Juventude”, afirmou o Presidente da República.

Câmara de Ourém diz que visita do Papa coloca “olhos do mundo” de novo em Fátima

O presidente da Câmara de Ourém disse hoje que a presença do Papa Francisco em Fátima, por ocasião da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em 2023 em Lisboa, coloca os “olhos do mundo” centrados de novo na cidade-santuário.

“A JMJ é um acontecimento de nível mundial e, embora sendo em Lisboa, o Papa, ao deslocar-se a Fátima, dá-nos maior responsabilidade, porque todos os olhos do mundo estarão, de novo, centrados em Fátima”, afirmou Luís Albuquerque à agência Lusa.

Luís Albuquerque adiantou ser “com enorme satisfação que o concelho de Ourém, especialmente Fátima, recebe mais uma vez Sua Santidade”, assegurando que a autarquia do distrito de Santarém “tudo fará para que a deslocação decorra da melhor forma”.

“Será mais um desafio e espero que todos nós saibamos reconhecer as nossas responsabilidades e que nos preparemos atempadamente para que tudo corra bem. Da nossa parte, a garantia de que o faremos”, adiantou o autarca, defendendo: “A esta distância, temos todos essa responsabilidade de preparar, convenientemente, a vinda do Papa”.

O presidente da câmara notou que em 2017, aquando da primeira deslocação de Francisco ao Santuário de Fátima, esta “teve impacto” no momento, que se refletiu nos dias e anos seguintes, quer na presença de peregrinos como no aspeto económico.

Luís Albuquerque reconheceu que a edição de 2023 da JMJ vai ter dois focos – a capital, Lisboa, e Fátima -, mas salientou que, “obviamente, com a confirmação da vinda, Fátima será um ponto fulcral” deste evento.

“Estou convicto de que milhares de jovens - e não só - que se deslocarão a Portugal para participarem na JMJ aproveitarão a oportunidade para estar no santuário”, declarou.

O Papa Francisco esteve em Fátima, pela primeira vez, em maio de 2017, numa visita de menos de 24 horas, para presidir às cerimónias do centenário dos acontecimentos de Fátima e à canonização de Jacinta e Francisco Marto, duas das crianças que em 1917 afirmaram ter visto Nossa Senhora na Cova de Iria.

Esta foi a sexta visita de um Papa ao Santuário de Fátima. Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991 e 2000) e Bento XVI (2010) foram os anteriores pontífices a visitar Portugal.

A JMJ é o maior evento organizado pela Igreja Católica.

O anúncio da escolha de Lisboa para receber a JMJ foi feito em 27 de janeiro de 2019, na Cidade do Panamá.

Nesse dia, na sua conta no Twitter, o Papa escreveu: "A vocês, queridos jovens, um muito obrigado por #Panama2019. Continuem a caminhar, continuem a viver a fé e a compartilhá-la. Até Lisboa em 2022".

Inicialmente prevista para agosto de 2022, a pandemia de covid-19 determinou o adiamento da JMJ um ano.

Portugal será o segundo país lusófono, depois do Brasil, a acolher uma Jornada Mundial da Juventude, criada em 1985 pelo Papa João Paulo II (1920-2005).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.