O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN) desmentiu esta quinta-feira, em comunicado, as notícias que davam conta da unidade de Internamento do Serviço de Pneumologia do hospital Santa Maria, explicando que "uma enfermaria com 15 camas do serviço no Hospital de Santa Maria, onde estavam internados nesta altura seis doentes, vai apenas ser alvo de uma descontaminação, depois da deteção de casos de Covid-19, como recomendam as boas práticas de segurança".

Durante o processo, os doentes vão ser transferidos de forma transitória para outras zonas do serviço e do Centro Hospitalar, "sendo de sublinhar que o Serviço de Pneumologia do CHULN tem cerca de 90 camas, duas Unidades de Cuidados Intensivos e várias Unidades de Técnicas, e continua a funcionar em pleno".

O CHULN informa ainda que, findado o processo de biodescontaminação, o espaço continuará a funcionar com toda a normalidade.

"Depois da deteção de casos de Covid-19 numa enfermaria da Pneumologia no Hospital de Santa Maria, os doentes ali internados e os profissionais do Serviço foram todos rastreados. Do total de testes realizados, cerca de 80 foram negativos. Além de três doentes infetados, transferidos para enfermarias dedicadas à Covid, 11 profissionais – cinco enfermeiros e seis assistentes operacionais - testaram positivo, não  apresentam quadros clínicos graves e estão ser devidamente acompanhados pelo Serviço de Saúde Ocupacional do CHULN e pela autoridade de saúde regional. Os restantes doentes foram já testados duas vezes e continuam todos negativos, estando já em curso o terceiro rastreio", lê-se no comunicado.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.