“Este novo material permitirá ao instituto ganhos em saúde, bem como o reforço da qualidade da prestação de cuidados”, adianta o IPO de Lisboa em comunicado enviado à Lusa.

Segundo o IPO, os 350 mil euros serão para os serviços de pneumologia e farmacêutico e servirão para “alargar a resposta clínica, ao nível das técnicas endoscópicas de diagnóstico e terapêuticas e aumentar a eficácia da gestão do medicamento, através da automatização de processos”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.