“Em resposta aos ‘rockets’ disparados, um tanque do exército e a aviação israelita atingiram postos militares do Hamas no sul da Faixa”, referiu o comunicado.

“Foram lançados projéteis desde a Faixa de Gaza até Israel. Os impactos ainda não foram identificados”, indicou numa primeira reação um porta-voz militar.

O exército judaico tem respondido com bombardeamentos de represália sobre objetivos do movimento — que há uma década controla este enclave de 365 quilómetros quadrados e perto de dois milhões de habitantes –, após o Presidente dos EUA Donald Trump ter reconhecido na quarta-feira Jerusalém como capital de Israel.

“O exército responsabiliza o Hamas por estas ações agressivas que têm origem na Faixa e Gaza”, assinalou o gabinete de imprensa dos militares.

Na quinta-feira, Israel respondeu ao disparo de ‘rockets’ com ataques a infraestruturas militares; na sexta-feira os bombardeamentos israelitas deixaram pelo menos 15 feridos, incluindo um bebé de seis meses; no sábado os ataques aéreos provocaram a morte de dois militantes do Hamas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.