No total, desde o surgimento dos primeiros casos no país, a 21 de fevereiro, Itália contabiliza 224.760 casos de infeção e 31.763 mortes.

De sexta-feira para hoje, foram notificados 875 novos casos de infeção por coronavírus, acima dos 789 registados na véspera.

A tendência de baixa registada na curva epidemiológica levou o governo italiano a acelerar o desconfinamento, permitindo a reabertura de praticamente todos os estabelecimentos comerciais a partir de segunda-feira.

O número de pessoas doentes com covid-19 continua também a baixar, sendo hoje de 70.187, menos 1.883 que na sexta-feira.

Entre os casos positivos, 775 estão em unidades de cuidados intensivos (menos 33 que na sexta-feira) e 10.400 hospitalizadas com sintomas (menos 392).

Além da reabertura, na segunda-feira, de bares, restaurantes, ou cabeleireiros, Itália decidiu reabrir fronteiras com os países da União Europeia (UE) a 3 de junho.

Itália iniciou, em 04 de maio, uma retoma gradual de algumas atividades económicas, após mais de dois meses de confinamento.

Surgido em dezembro na China, o SARS-CoV-2 já infetou 4.549.100 pessoas em todo o mundo, pelo menos 307.321 das quais morreram, segundo um balanço de hoje da agência AFP.

A Europa é a região do mundo mais afetada pela pandemia de covid-19, com 164.536 mortes em 1.860.927 casos.

Depois do Reino Unido (34.466 mortos em mais de 240 mil casos), Itália é o segundo país europeu mais afetado.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.