Ao mesmo tempo que foi tornada pública a reabertura, no dia 1 de julho, do ex-libris do grupo José Avillez, o restaurante Belcanto, em Lisboa, ficou também a saber-se que outros seis espaços, distribuídos por Lisboa e pelo Porto não voltarão a abrir portas depois dos meses em que estiveram encerrados durante o estado de emergência.

Entre os restaurantes que fecham estão, segundo avançou o Público, Beco, Café Lisboa, Cantina Peruana, Casa dos Prazeres, Rei da China e o Mini Bar do Porto.

Antes da pandemia, o grupo de José Avillez contava com um total de vinte restaurantes.

O Cantinho do Avillez, no Chiado só deverá reabrir no dia 1 de setembro, dada diminuição do turismo na zona.

Em maio, o chef e empresário escreveu: “Somos cozinheiros, somos restauradores. Somos o sorriso e o sabor de Portugal. Queremos continuar a trabalhar no duro, sem medo de investir na nossa cidade e no nosso país”. A frase surgiu no âmbito de um apelo lançado pelo setor da restauração que numa publicação partilhada nas redes sociais afirmava: “Precisamos de ajuda! Somos 240 mil pessoas na restauração em Portugal. Isenção de TSU até final de 2020. IVA a 6% até final de 2021".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.