A ordem de restrição do juiz de Seattle Robert Lasnik, suspende, para já, o acordo feito em junho entre a Administração norte-americana e a organização Defense Distributed e que permitia a esse grupo texano voltar a divulgar as instruções de impressão de armas 3D via internet.

“Há a possibilidade de danos irreparáveis devido à forma como essas armas podem ser feitas”, afirmou o juiz.

No final de junho, depois de uma longa batalha judicial, o governo federal autorizou a Defense Distributed a disponibilizar online os esquemas que permitem fabricar em casa uma arma através da impressão a três dimensões.

O objeto é de plástico, mas funciona tal como uma arma normal. Não é construído industrialmente por um fabricante autorizado, não possui número de série, está fora do alcance dos detetores de metais e é potencialmente indetetável.

O fundador da Defense Distributed, Cody Wilson, já veio a público declarar que já tinha publicado a 27 de julho os esquemas para impressão na Internet.

Na terça-feira, antes da decisão do juiz de Seattle, e após o acordo judicial alcançado pelo Governo com a defense Distributed, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou não fazer muito sentido a autorização para imprimir armas 3D em casa.

“Estou a ver [o tema de] as armas de plástico 3D que se vendem ao público. Já falei com a NRA [Associação Nacional de Espingardas], não parece fazer muito sentido!”, escreveu Trump na sua conta da rede social Twitter, sem fornecer mais pormenores.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.