“Os madeirenses têm a sua arma na mão que é o voto, eu apelo aos madeirenses que acreditem em mim, que votem no José Manuel Coelho porque eu tenho coisas boas para defender em prol dos madeirenses na Assembleia da República”, disse o dirigente regional do PTP numa ação de campanha eleitoral no Funchal.

“Eu vou defender um ordenado mínimo para 900 euros, vou defender que se ponha fim às reformas de miséria dos madeirenses, dos porto-santenses e dos portugueses em geral, ninguém deve receber menos que o ordenado mínimo nacional, vou defender um complemento de reforma para os antigos combatentes do Ultramar que defenderam a pátria assim como um passe gratuito para eles”, elencou, assegurando ainda que essa será a sua luta.

“Vão ser esses os meus objetivos de luta na Assembleia da República”, disse, lembrando que “o povo madeirense, que já votou em mim para a Presidência da República [eleições presidenciais de 23 janeiro de 2011 em que teve, a nível nacional, 189.918 votos (4,51%) e, na Madeira, 46.247 votantes (39,0%)] acredite mais uma vez, se votarem em mim, eu vou defender estas causas nobres em defesa do povo madeirense, porto-santense e português”.

Às eleições para a Assembleia da República concorrem, no círculo eleitoral da Madeira, 20 partidos e coligações nomeadamente o Livre, MPT, Iniciativa Liberal, BE, PTP, PNR, Chega, CDU, PPM, Aliança, PURP, PSD, PS, CDS/PP, PAN, RIR (Reagir Incluir Reciclar), Nós, Cidadãos!, PCTP/MRPP, JPP e o PDR.

O círculo eleitoral da Madeira para as eleições para a Assembleia da República elege seis deputados, tendo eleito nas últimas eleições legislativas três deputados PSD, dois do PS e um do BE.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.