“O presidente Michel saudou a linguagem construtiva da declaração conjunta do presidente Erdogan [Turquia] e do presidente [da Rússia, Vladimir] Putin sobre um cessar-fogo. São necessárias soluções políticas negociadas”, divulgou a União Europeia (UE), em comunicado, após a reunião.

De acordo com a agência EFE, durante a reunião Erdogan e Michel discutiram como a Turquia e a UE podem “trabalhar juntas para reduzir a tensão na região e na Líbia”.

A UE tem manifestado preocupação com a escalada militar na Líbia, onde as tropas turcas chegaram nos últimos dias.

A Turquia apoia o governo líbio, apoiado pela ONU em Trípoli de Fayez al Serraj, cercado pelas milícias do marechal rebelde Jalifa Hafter, que controla grande parte do país, alegadamente com a ajuda de mercenários russos.

Charles Michel abordou ainda a mais recente incursão militar turca de Erdogan no nordeste da Síria, contra milícias curdas, e insistiu que a Turquia deveria “cumprir o direito internacional”.

Esta é a primeira reunião entre Michel e Erdogan desde que o Presidente do Conselho Europeu assumiu o cargo no outono passado.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.