“Herzog enfatizou a necessidade de manter e promover relação de vizinhança entre as nações e a importância de atividades conjuntas para garantir a calma e parar a violência e as forças extremistas”, disse o gabinete do Presidente israelita.

Tanto o gabinete de Herzog como a agência oficial de notícias palestiniana, Wafa, confirmaram que a conversa por telefone de terça-feira entre os dois foi iniciada por Abbas, para cumprimentar o líder israelita devido ao Ano Novo judaico.

O porta-voz do Presidente de Israel enfatizou ainda que “ambos os líderes expressaram a sua esperança de que no próximo ano a cooperação civil e de segurança (entre Israel e a ANP) melhore e a tranquilidade e a segurança sejam restauradas”.

Essas declarações reafirmam a cooperação entre os dois num momento de instabilidade, após uma série de ataques palestinianos contra alvos militares ou colonatos israelitas nas últimas semanas.

O foco principal da violência é a Cisjordânia ocupada, especialmente nas cidades de Jenin e Nablus, onde Israel acredita que as forças de segurança da ANP estão a perder o controlo para grupos armados palestinianos locais.

Os confrontos com militantes locais já deixaram quase uma centena de palestinianos mortos, além de mais de 2.000 detenções.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.