O Presidente francês, Emmanuel Macron, voltou a pedir hoje, dez anos após o início da guerra na Síria, "uma solução política, a única possível" para um conflito que se mantém sem solução.

"Dirijo-me ao povo sírio: nunca vos vamos abandonar neste combate", disse o Presidente francês através da rede social Twitter.

"Estamos ao vosso lado para respondermos às necessidades humanitárias, defender o direito internacional, lutar contra a impunidade e conseguir, por fim, uma solução política, a única possível", acrescentou o chefe de Estado francês.

Apesar de não conseguir avanços políticos, a França esforça-se para manter ações humanitárias junto das populações civis vítimas da guerra.

No dia 15 de março de 2011, no âmbito da Primavera Árabe, movimento de protesto que na Síria se colocou contra o regime com mais de 40 anos da família Assad acabou por arrastar o país para a guerra civil.

O conflito já fez mais de 387 mil mortos e milhões de refugiados e deslocados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.