Organizado pela Federação de Motociclismo de Portugal, o evento conta este ano com 2.150 mototuristas, constituindo a maior participação de sempre nas duas décadas de existência do passeio.

“Este ano registamos a maior participação de sempre, superando largamente os 1.800 inscritos em 2017”, indicou à agência Lusa António Manuel Francisco, da organização do passeio.

Segundo o responsável, mais de 200 inscritos são participantes estrangeiros, registando-se um número elevado de cidadãos espanhóis, mas também de pessoas de fora da Europa.

O evento que atravessa ‘Portugal de lés-a-lés’ liga Faro e Felgueiras, com passagens pelas cidades de Portalegre e de Lamego (Viseu).

O primeiro dia na capital algarvia está destinado às verificações técnicas, estando a partida dos dois primeiros mototuristas prevista para quinta-feira, pelas 06:00, seguindo-se os restantes com saídas de 20 em 20 segundos, para a primeira etapa.

De acordo com António Manuel Francisco, a partida de Faro em direção a Portalegre irá decorrer até às 11:00, hora a que está prevista a saída dos últimos participantes, que largam em equipa de dois e conforme a ordem de inscrição.

No dia 01 de junho a caravana ruma à cidade de Lamego, cumprindo-se no dia 02 de junho a terceira e última etapa com destino a Felgueiras.

Os participantes vão cumprir os mais de mil quilómetros do percurso “numa travessia de Portugal à moda antiga, sem passarem por autoestradas, itinerários principais e itinerários complementares”.

Para a organização, o objetivo é que o passeio/aventura “seja entusiasmante, prático e confortável, levando os participantes a usufruírem das belezas paisagísticas entre os dois extremos do país, em estradas nunca percorridas no ‘Portugal lés-a-lés’”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.