Pelo menos 110 pessoas morreram num primeiro naufrágio, ao largo da Líbia, de uma embarcação que transportava cerca de 140 pessoas, disse à agência France-Presse uma porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR), Carlotta Sami, citando testemunhos de sobreviventes.

“Apenas 29 pessoas sobreviveram”, disse a responsável referindo-se aos migrantes resgatados e transportados para a ilha italiana de Lampedusa.

O outro naufrágio, noticiado pela BBC, ocorreu igualmente ao largo da Líbia e terá morto 129 pessoas.

Desde o início de 2016, mais de 4.200 migrantes e refugiados morreram ao tentar chegar à Europa atravessando o Mediterrâneo, segundo a Organização Internacional das Migrações (OIM).

Números do ACNUR divulgados na semana passada indicavam que pelo menos 3.800 pessoas morreram ao tentar atravessar o Mediterrâneo em 2016, um número mais alto alguma vez registado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.