"Manifesto o meu pesar pela morte do cantor e músico canadiano Leonard Cohen. Poucos trouxeram tanta dignidade literária às canções como Cohen, romancista, poeta, trovador, homem espiritual. E poucos deram às canções tanta densidade, melancolia, exultação", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, numa nota publicada no site da Presidência da República.

O Presidente da República, que termina a nota com uma citação da letra da canção "Hallelujah", frisou que os portugueses "sempre gostaram" de Leonard Cohen, que tocou várias vezes em Portugal, a última das quais em 2012.

"Pudemos por isso agradecer-lhe, sem sabermos que nos estávamos a despedir", afirmou.

O músico canadiano Leonard Cohen morreu aos 82 anos, anunciou o seu agente na quinta-feira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.