Entre dia 1 de junho, quinta-feira, e dia 6 de junho, Marcelo Rebelo de Sousa vai visitar, por esta ordem, as ilhas do Corvo, Flores, Terceira, Pico, Graciosa, Faial e São Jorge, e os seus doze concelhos - mas evitando cerimónias formais nos municípios, por causa das eleições autárquicas deste ano.

Durante estes seis dias, o chefe de Estado estará sempre acompanhado pelo presidente do Governo Regional dos Açores, o socialista Vasco Cordeiro, com quem se vai reunir logo à chegada, no Corvo, a ilha mais pequena e menos povoada dos Açores.

Esta visita aos Açores, que acontece a convite de Vasco Cordeiro, foi marcada propositadamente para que Marcelo Rebelo de Sousa estivesse presente na Sessão Solene do Dia da Região, 5 de junho, no parlamento açoriano, na ilha do Faial.

De fora desta visita ficam as ilhas do grupo oriental, São Miguel e Santa Maria, que o Presidente da República deverá visitar mais tarde.

Marcelo Rebelo de Sousa vai percorrer as ilhas dos grupos ocidental e central, de Oeste para Leste, em avião militar, e na ilha das Flores irá a um miradouro para avistar, num momento simbólico, o Ilhéu do Monchique, que é o ponto mais ocidental de Portugal.

O programa do Presidente da República, hoje divulgado à comunicação social, inclui vários passeios a pé e espetáculos musicais à noite, visitas à Base das Lajes, na ilha Terceira, ao Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos, no Faial, e a dois museus sobre os baleeiros, nas Flores e no Pico.

O chefe de Estado vai visitar uma escola básica e secundária, no Corvo, jantar com finalistas do ensino secundário, nas Flores, e terá um almoço com idosos, na ilha Terceira, durante o qual serão servidas as tradicionais sopas das festas do Espírito Santo, feitas de carne e pão.

O Presidente da República vai também visitar o Departamento de Oceanografia e Pescas, no Faial, e o Porto Oceânico da Praia da Vitória e o Regimento de Guarnição N.º 1 do Exército, na ilha Terceira, onde participará no XV Congresso Insular das Misericórdias.

O programa inclui ainda provas de vinho do Pico, de queijadas e licores da Graciosa, e de queijo de São Jorge.

No plano institucional, além do encontro com o presidente do Governo Regional, e da sessão solene na Assembleia Legislativa Regional, Marcelo Rebelo de Sousa terá um encontro com o presidente da Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores, em representação de todos os autarcas do arquipélago.

Marcelo Rebelo de Sousa, que tomou posse em 9 de março de 2016, visitou os Açores pela primeira vez no dia 21 deste mês, exclusivamente para participar nas festas do Santo Cristo, em São Miguel.

Em 2016 realizaram-se eleições regionais nos Açores, em 16 de outubro, que o PS venceu, com a quinta maioria absoluta consecutiva, e na sequência das quais tomou posse o novo Governo regional dos Açores, no dia 4 de novembro.

Somente após a posse desse novo Governo, novamente chefiado por Vasco Cordeiro, é que ficaram acertadas a primeira deslocação do Presidente da República aos Açores, para as festas do Santo Cristo, e esta visita mais alargada, que inicialmente se previu que incluísse as nove ilhas do arquipélago.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.