A ciclista de 20 anos acabou no terceiro posto o ‘scratch’, atrás apenas da nova campeã europeia, a britânica Emily Nelson, e da irlandesa Shannon McCurley, segunda, numa final disputada por 21 ciclistas.

Para Maria Martins, esta é a segunda medalha em Europeus em 2019, depois de nos Euros sub-23 de há três meses ter vencido uma medalha de prata na eliminação sub-23.

A esta somam-se mais três, uma de prata no scratch em 2016 e outro segundo lugar, em eliminação, em 2017, estas no escalão de juniores, antes de um bronze no scratch em 2018.

Na corrida de eliminação masculina, Rui Oliveira, um dos favoritos à vitória, não conseguiu vencer a terceira medalha, depois da prata de 2018 e bronze de 2017, ao terminar no quinto posto, um lugar à frente do espanhol Óscar Pelegrí, que em 2019 correu pela Vito-Feirense.

O novo campeão da Europa na modalidade é o italiano Elia Viviani, também ele um corredor que ‘acumula’ a pista com a estrada, num pódio completo com o francês Bryan Coquard, segundo, e o polaco Filip Prokopyszyn, terceiro.

A portuguesa vai competir ainda na disciplina de eliminação e nas modalidades olímpicas de omnium e pontos, num Europeu em Apeldoorn em que Portugal está representado também por Iuri Leitão e César Martingil.

Na quinta-feira, Maria Martins volta à ação pelas 19:20 (horas de Lisboa), para a final de eliminação, em busca de uma segunda medalha, já depois de Iuri Leitão, ainda sub-23, se estrear em Europeus de Elite na corrida masculina de scratch.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.