Em termos de alojamentos locais foram abertos, desde o início do ano até à data, 106 processos e, destes, 41 já forma vistoriados e reúnem as condições de funcionamento, frisou Luísa Salgueiro.

Já no ano passado, a autarquia recebeu 175 pedidos, dos quais apenas 65 reuniam as condições devidas.

Em Dia Mundial do Turismo, Luísa Salgueiro congratulou-se com os resultados obtidos em termos turísticos, dizendo que ao longo dos anos os resultados mostram que o concelho, do distrito do Porto, tem vindo a afirmar-se como um destino turístico, sendo exemplo disso a abertura de novos negócios ligados à área, nomeadamente restaurantes, 'tuk-tuks' ou circuitos de trotinetas.

Além disso, a autarca baseia-se no número de atendimentos nos postos de turismo deste ano, que cresceu 16% face ao período homólogo, e no aumento da passagem de peregrinos dos Caminhos de Santiago que passam por estas para carimbar a sua credencial para falar em “crescimento turístico”.

No total, e até agora, a Loja Interativa de Turismo de Matosinhos e o Posto de Turismo de Leça da Palmeira receberam já mais de 26 mil pessoas.

Fora destes, o atendimento prestado na Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) aos passageiros dos navios de cruzeiro que ali fazem escala (114 navios em 2018 e 115 em 2019) chegou aos 95%.

Para Luísa Salgueiro os números são “indiscutíveis” dizendo, contudo, que a autarquia está a impulsionar o turismo, mas em “harmonia” com a população e por forma a não perturbar a sua “qualidade de vida”.

A aposta passa igualmente por investir na mobilidade sustentável e na descarbonização, lembrando, a título de exemplo, que os 'tuk tuks' são elétricos.

A partir de agora, um operador privado disponibiliza, diariamente, oito 'tuk tuks' e quatro propostas de percursos em Matosinhos.

Outras das novidades são os circuitos turísticos de trotinetas que visam transformar a cidade num 'role model' (modelo) no que toca à promoção da qualidade de vida e práticas turísticas amigas do ambiente.

A autarca socialista aproveitou ainda a ocasião para apresentar um projeto, que depois dos Estados Unidos da América, chega a Matosinhos e a Lisboa e que passa por um pacote oferecido pela plataforma internacional AirBnB, em parceria com o Centro de Recolha de Animais de Matosinhos (CROAM) e a Associação Animais de Rua.

Esta iniciativa passa por contemplar experiências de impacto social, tendo os participantes a oportunidade de levar cães abandonados a passear pela marginal de Matosinhos, contribuindo para uma maior socialização e bem-estar destes.

Além da divulgação dos animais acolhidos pelo CROAM, esta experiência da AirBnB assume-se como uma ação de sensibilização para a adoção, reforçou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.