“Decorrente dos problemas relacionados com as inundações da ETA que abastece Arganil, e apesar das medidas que já estão a ser levadas a cabo pela entidade gestora Águas do Centro Litoral, a água em distribuição apresenta uma turvação elevada. Enquanto a situação persistir, e mantendo-se a distribuição complementar com água desinfetada em cisternas, deverão ser adotadas pelos munícipes outras medidas básicas de desinfeção, nomeadamente a desinfeção por fervura”, explica a Câmara.

A população deve assim ferver a água durante cinco minutos e depois adicionar uma gota de limão à água fervida para melhorar o seu sabor.

A água deve ser colocada em recipiente próprio, corretamente tapado e de preferência em local fresco, explica ainda a Câmara.

O mau tempo que tem atingido Portugal, sobretudo a região Centro, tem provocado problemas no abastecimento de água em vários municípios, mas também há registo de situações problemáticas com a distribuição de eletricidade, além de comunicações.

Os fortes efeitos do mau tempo, que se fazem sentir desde quarta-feira, já provocaram dois mortos, um desaparecido, deixaram 144 pessoas desalojadas e 320 pessoas deslocadas por precaução, registando-se mais de 11.200 ocorrências no continente português, na maioria inundações e quedas de árvore.

Só no sábado, registaram-se mais de 1.700 ocorrências.

O mau tempo provocado pela depressão Elsa, entre quarta e sexta-feira, a que se juntou no sábado o impacto da depressão Fabien, provocou também condicionamentos na circulação rodoviária, bem como danos na rede elétrica, afetando a distribuição de energia a milhares de pessoas, em especial na região Centro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.