Os primeiros efeitos do furacão “Lorenzo”, atualmente na categoria 2, deverão começar a fazer-se sentir a partir da noite de hoje nos grupos Ocidental (Flores e Corvo) e Central (Terceira, São Jorge, Pico, Graciosa e Faial) dos Açores, com vento forte, agitação marítima e chuva.

De acordo com a fonte do Governo Regional, além de Vasco Cordeiro, estão ainda na ilha das Flores o secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, Gui Menezes, e elementos da Direção Regional dos Recursos Florestais.

O vice-presidente do executivo, Sérgio Ávila, está na ilha Terceira, enquanto no Faial permanecerá a secretária regional da Solidariedade Social, Andreia Cardoso, e pessoal da Direção Regional das Obras Públicas e Comunicações.

Para São Jorge deslocou-se o secretário regional da Educação e Cultura, Avelino Meneses, para a ilha Terceira foi a secretária regional da Saúde, Teresa Machado Luciano, e para a Graciosa a secretária regional da Energia, Ambiente e Turismo, Marta Guerreiro.

O secretário regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, e elementos na Direção Regional do Ambiente estão no Pico, e no Corvo está o secretário regional Adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares, Berto Messias.

Em São Miguel está a secretária regional dos Transportes e Obras Públicas, Ana Cunha, e em Santa Maria o secretário regional adjunto da Presidência para as Relações Externas, Rui Bettencourt.

Em declarações a agência Lusa, o delegado do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) nos Açores, Carlos Ramalho, disse que as duas ilhas que compõem "o grupo Ocidental do arquipélago deverão ser as mais atingidas".

O IPMA refere que, "mantendo-se as previsões da trajetória, o centro do furacão deverá passar com categoria 1, na quarta-feira, ligeiramente a oeste das Flores, afetando especialmente o grupo Ocidental".

Porém, "todo o arquipélago sentirá efeitos do furacão".

As previsões continuam a indicar para o grupo Ocidental vento sueste, rodando para noroeste com rajadas na ordem dos 190 quilómetros por hora (com uma probabilidade de 40% de a rajada máxima ser superior a 200 quilómetros por hora), chuva por vezes forte e ondas de sul, passando a sudoeste, com altura significativa entre 10 e 15 metros, podendo a altura máxima de onda atingir os 25 metros.

Para o grupo Central a previsão aponta para vento sudoeste com rajadas até 160 quilómetros por hora, períodos de chuva e ondas de sudoeste passando a oeste com altura significativa entre nove e 12 metros, podendo a altura máxima de onda atingir os 22 metros.

No grupo Oriental (São Miguel e Santa Maria), haverá vento sul rodando para oeste com rajadas até 100 quilómetros por hora e ondas de sudoeste com altura significativa de sete a nove 9 metros.

Esta noite, pelas 21:00 locais (mais uma hora em Lisboa), o IPMA emite um novo comunicado.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.