Cristina Novo, presidente do Lar da Casa do Povo de Santo António da Areias, no concelho de Marvão, explicou à agência Lusa que o granizo "acumulou-se no telhado do edifício" e a água “infiltrou-se na tubagem da parte elétrica”.

“Por prevenção, não ligamos a eletricidade, uma vez que tem água acumulada. Perante isto, tivemos de transferir 25 utentes para a Santa Casa da Misericórdia de Marvão e outros 11 vão ficar em casa de familiares”, referiu.

A responsável indicou que já estão a trabalhar no terreno vários técnicos para resolver a situação, restando agora que o tempo melhor para que seja feita a secagem das áreas afetadas.

“Vamos contratar também uma empresa para ver se nos ajudam a fazer a secagem dos telhados, onde se encontra a parte elétrica, para voltarmos à normalidade o mais rapidamente possível”, acrescentou.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre adiantou à Lusa que, entre as 14:30 e as 15:00, a forte chuvada provocou também sete inundações em casas e ruas da aldeia de Santo António da Areias.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.