"A rede de restaurantes que aderiram ao ‘take-away’ tem vindo a crescer desde a declaração do estado de emergência pelo Presidente da República, numa demonstração de que os empresários perceberam muito bem o que está em causa nesta luta contra a propagação da covid-19", disse à agência Lusa fonte da Câmara liderada por Rui Marqueiro.

Quando arrancou, esta rede de ‘take-away’ de leitão assado reunia apenas seis restaurantes especializados, mas hoje já eram 16 as casas que tinham aderido à iniciativa, adaptando métodos de confeção, horários e apresentação.

"O leitão da Bairrada é claramente uma das iguarias de referência nacional e um dos motivos por que centenas de automobilistas saem diariamente da principal autoestrada portuguesa, a A1, de propósito para almoçar ou jantar na Mealhada. Ora, a Câmara Municipal tinha de fazer alguma coisa para tentar contrariar a atual crise que está a afetar gravemente a restauração concelhia, dando ânimo aos empresários", acrescenta a mesma fonte.

Existem na Mealhada 31 restaurante de leitão assado, iguaria que foi considerada umas das Sete Maravilhas Gastronómicas de Portugal. A maior parte desses restaurantes fica situada na chamada "milha dourada" na antiga EN1, entre Anadia e a saída para sul da Mealhada.

"Foi preciso encontrar uma solução, em diálogo com os empresários locais, que não colocasse em risco a saúde dos portugueses, que não violasse as regras impostas pelas autoridades competentes e as determinações governamentais. A forma que se encontrou foi apostar no ‘take-away' de leitão", conclui a fonte da autarquia.

A lista, que inclui contactos e horários, pode ser consultada aqui.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.