“O Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses vai reforçar o Gabinete Médico-Legal e Forense da Madeira em termos humanos e de material para a realização das autópsias e acelerar a entrega das vítimas às respetivas famílias”, disse à agência Lusa a coordenadora da Equipa Médico-legal de Intervenção em Desastres de Massas, Maria Cristina Mendonça.

De acordo com Maria Cristina Mendonça, os elementos aguardam apenas o transporte aéreo para a deslocação até à Madeira.

O Gabinete Médico-Legal e Forense da Madeira está sediado no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal.

Doze pessoas morreram e 50 ficaram feridas na sequência da queda de uma árvore de grande porte ocorrida hoje durante a Festa do Monte.

O incidente ocorreu cerca das 12:00, num local onde se concentravam muitas pessoas para participar naquele que é considerado o maior arraial da Madeira, momentos antes de sair a procissão, que foi cancelada.

Fontes no local referem que a árvore estava amarrada há dois anos e o tronco estava oco.

No ano passado, as festividades de caráter mais profano deste arraial foram canceladas devido aos incêndios que afetaram o Funchal na segunda semana de agosto.

SR (AMB/EL) // MLS

Lusa/Fim

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.