Em comunicado hoje divulado, o Secretariado do Bureau Político do MPLA “saudou a recente visita do primeiro-ministro de Portugal”, no início desta semana, “augurando que sirva para a consolidação das relações bilaterais e de cooperação entre os dois países”.

A visita anterior de um chefe de Governo português a Angola fora há sete anos e, desde então, as relações diplomáticas foram afetadas pela circunstância de a justiça portuguesa estar a investigar o agora ex-vice-presidente angolano Manuel Vicente, por suspeita de corrupção.

Esse “irritante”, como classificaram políticos portugueses, só ficou resolvido depois de as autoridades judiciais portugueses terem passado o caso para Angola, ao abrigo dos acordos de cooperação dos dois países.

A saudação foi expressa na 17.ª reunião ordinária daquele órgão do MPLA (no poder desde a independência do país, em 1975), dedicada também à análise de assuntos relativos à vida do partido e da sociedade e que foi presidida por João Lourenço.

Além da saudação à visita de Costa, o MPLA marcou para o período de 30 deste mês a 4 de outubro, em Cabinda, as segundas jornadas parlamentares do partido, que conta com 150 dos 222 deputados à Assembleia Nacional de Angola.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.