De acordo com o comandante do Porto de Lisboa, José Isabel, o navio cargueiro ‘Madeirense’ desencalhou por volta das 19:00, depois de lhe terem sido retirados 500 metros cúbicos de lastro, operação que tornou a embarcação mais leve, fazendo-a subir.

O lastro é a água que se coloca em tanques para equilibrar os navios que viajam sem carga, como é o caso do ‘Madeirense’.

O navio, com 122 metros de comprimento, encalhou cerca das 13:30, junto ao Forte de S. Lourenço do Bugio (frente a Oeiras), quando saía do porto de Lisboa.

Ao longo da tarde estiveram no local dois rebocadores e uma lancha da Polícia Marítima a tentar desencalhar o navio.

O navio com bandeira de conveniência do Panamá tem a bordo uma tripulação de 14 pessoas, entre as quais dois portugueses, que nunca esteve em risco.

Segundo o comandante José Isabel, o navio vai ficar no Porto de Lisboa, na zona de Alcântara, para ser vistoriado pelas autoridades de controlo, que vão verificar se o cargueiro tem condições de segurança para prosseguir viagem.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.