O ninho de vespas asiáticas foi detetado numa árvore da Escola Rafael Bordalo Pinheiro, nas Caldas da Rainha, após “alunos, professores e alguns populares terem dado o alerta”, disse à agência Lusa Gui Caldas, técnico responsável pela Proteção Civil na autarquia das Caldas da Rainha, no distrito de Leiria.

Por se tratar de uma escola “foi acionado um protocolo de atuação em que o ninho foi injetado com feromonas para atrair todas as abelhas e com um inseticida para as matar”, explicou Gui Caldas.

O objetivo é que “o maior número de abelhas recolha ao ninho, atraído pelas feromonas, antes de o ninho ser destruído, dentro de 48 horas, quando será incinerado”, acrescentou o mesmo responsável.

A Proteção Civil Municipal foi também informada da existência de um outro ninho, na freguesia da Foz do Arelho, onde “a destruição será feita pela mesma empresa, mas com recurso a outro protocolo, em que vai sendo injetado inseticida durante 72 horas”, ao longo das quais as abelhas vão recolhendo, sendo depois o ninho incinerado.

Gui Caldas disse à agência Lusa que com estes totalizam 17 os ninhos de vespa asiática encontrados no concelho, um número “bastante reduzido e que não oferece preocupações”, quando comparado com a zona norte do país onde já foram destruídos cerca de 600 ninhos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.