De acordo com o jornal Público, José Monteiro, coordenador da Polícia Judiciária da Guarda, afirmou que, apesar de a investigação ainda ser embrionária, para já, não há indicação da intervenção de terceiros no desaparecimento de Noah, pelo que terá sido um desaparecimento espontâneo.

Além disso, também não haverá indícios de negligência por parte dos pais, mas, segundo o coordenador da PJ, tal terá de ser avaliado pelo Ministério Público.

A Polícia Judiciária continua, de momento, a investigar o desaparecimento da criança

José Monteiro adiantou ainda à publicação que no que reporta aos indícios encontrados até ao momento, é possível dizer que a cadela terá acompanhado o menino e que só o deixou porque Noah terá passado por um pequeno buraco numa vedação. “Há indícios que o animal tentou passar e forçar abertura, mas não conseguiu”, afirmou o coordenador da PJ. Assim, o animal terá ficado no último local onde esteve com a criança e foi aí que foi encontrado na quarta-feira à noite. Terá também sido depois de passar a vedação que o menino terá tirado a t-shirt e continuado a andar.

Fazendo um ponto de situação quanto ao estado de saúde de Noah, Maria Eugénia André, diretora clínica do Hospital de Castelo Branco, disse aos jornalistas no local que o menino se encontra "estável", mas que vai ficar internado.

“Está estável. Quando entrou estava sonolento mas consciente. Está hemodinamicamente estável, com pressões arteriais aceitáveis. Iniciou soros, falou com os pais e está fora de perigo", disse a responsável.

Maria Eugénia André confessou-se surpreendida por Noah ter chegado ao hospital sem problemas de saúde de maior, e celebrou o facto de ter sido encontrado a tempo de evitar passar um dia de chuva sozinho, já que podia ter sofrido "hipotermia ou condições de saúde mais graves" caso se tivesse permanecido sozinho na zona onde foi encontrado sozinho.

A diretora clínica disse que estiveram no hospital pessoas para fazer acompanhamento psicológico, assim como assistentes sociais que trataram dos trâmites legais com os pais. Foi ainda referido que os pais também receberam apoio, sendo que o pai dava sinais de muito cansaço.

Depois de uma operação de busca em larga escala, o menino foi encontrado na quinta-feira, pouco antes das 20:00, num "setor de busca que foi alargado", a quatro quilómetros de casa em linha reta, ainda na zona de Proença-a-Velha, mas muito próximo da povoação de Medelim.

Noah tinha desaparecido na quarta-feira da casa dos pais, situada a cerca de 1,5 quilómetros do núcleo central da localidade de Proença-a-Velha, concelho de Idanha-a-Nova, e esteve desaparecido durante mais de 30 horas. Existindo a possibilidade de que tenha percorrido uma distância de 10 quilómetros, segundo informou o responsável das operações de busca, numa declaração aos jornalistas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.