O número de mortos num incidente no futebol indonésio que se transformou numa debandada aumentou em seis para 131 na terça-feira, disse uma autoridade de saúde local à AFP.

As seis vítimas adicionais que sucumbiram aos ferimentos "foram enviadas para as suas famílias", disse Wiyanto Wijoyo, chefe da agência de saúde em Malang Regency, onde a tragédia ocorreu.

Refira-se que os primeiros dados oficiais apontavam então para 125 mortos, das quais 32 seriam crianças.

Já esta terça-feira também, o chefe de polícia da província de Java Oriental, na Indonésia, pediu desculpas pelo desastre.

"Como chefe de polícia regional, estou preocupado, entristecido e, ao mesmo tempo, lamento as falhas no processo de segurança", disse Nico Afinta numa entrevista coletiva na cidade de Malang.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.