Beyoncé e Jay-Z lançaram nesta segunda-feira o álbum que realizaram em conjunto em todas as plataformas de streaming, incluindo o Spotify, um dia depois de ter sido disponibilizado exclusivamente no Tidal, o serviço de música on-line do próprio Jay-Z.

Desde que Jay-Z lançou o Tidal, em 2015, ambos os artistas procuraram conquistar novos assinantes para a sua plataforma de transmissão. "Lemonade", o álbum de Beyoncé lançado em 2016, e "4:44" (Jay-Z, 2017) não estão no catálogo do gigante do setor, Spotify, embora estejam disponíveis em versão física e para download no iTunes.

A disponibilização de "Everything is Love" nas demais plataformas parece ser o reconhecimento de um fracasso para o Tidal, que ainda está longe de competir com o Spotify. Nem Jay-Z nem Beyoncé comentaram esta decisão.

Mais da metade dos rendimentos do setor da música atualmente provém do streaming.

O Spotify anunciou no mês passado que conta com 75 milhões de assinantes, além de 99 milhões de utilizadores mensais da versão gratuita. Apple, seu principal concorrente, tem 38 milhões de assinantes.

Em 2016, o Tidal registou três milhões de assinantes.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.