O ainda Presidente dos Estados Unidos da América, Barak Obama, disse, na passada segunda-feira em entrevista à CNN, acreditar que o povo americano ainda apoia a sua visão política progressista.

“Tenho confiança nesta visão, porque tenho certeza que se concorresse novamente e pudesse explicar [a sua estratégia], acredito que conseguiria mobilizar uma maioria do povo americano para a apoiar”, afirmou o governante, rejeitando as críticas de que a sua visão para os Estados Unidos não passava de um sonho.

O Presidente eleito, Donald Trump, utilizou a rede social Twitter, como é habitual, para responder às palavras do que dia 20 de janeiro será o seu antecessor.

“O Presidente Obama disse que ganharia contra mim. Obama tinha que o dizer, mas eu respondo: Nem pensar!”, escreveu Trump apontado a fuga de empregos para o estrangeiro, o programa de saúde pública Obamacare e o Estado Islâmico como as principais razões para o insucesso do ainda Presidente americano, caso este concorresse contra ele.

Em novembro de 2008, Barack Obama, o 44.º Presidente dos Estados Unidos, tornou-se no primeiro afro-americano a ser eleito para a Casa Branca. Seria reeleito em 2012 para um segundo mandato de quatro anos. A lei norte-americana não prevê a possibilidade de três mandatos presidenciais consecutivos.

Donald Trump, vencedor das eleições do passado dia 8 de novembro, será empossado a 20 de janeiro de 2017, numa cerimónia pública junto ao edifício do Capitólio, em Washington.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.